Bruxelas, 17 abr (EFE).- Com o espaço aéreo de cerca de 20 países fechados, os voos cancelados na Europa em virtude da nuvem de cinzas derivada da erupção de um vulcão islandês já chegam a 17 mil, segundo a Eurocontrol, a agência responsável pela segurança aérea no continente.

Bruxelas, 17 abr (EFE).- Com o espaço aéreo de cerca de 20 países fechados, os voos cancelados na Europa em virtude da nuvem de cinzas derivada da erupção de um vulcão islandês já chegam a 17 mil, segundo a Eurocontrol, a agência responsável pela segurança aérea no continente. Em sue site, a Eurocontrol informa que, até o momento, só decolaram na Europa cinco mil dos 22 mil voos previstos para hoje. De acordo com agência, hoje não será possível a decolagem e aterrissagem de aeronaves civis "na maior parte do norte e do centro da Europa". Hoje, os países que ainda têm totalmente restrito seu tráfego aéreo são Bélgica, Estônia, Finlândia, Reino Unido, Holanda, Irlanda, Dinamarca, Eslováquia, Polônia, Croácia, Hungria, Suécia, Eslovênia, República Tcheca, Áustria, Suíça e Sérvia. A agência explicou que Alemanha e França têm parte de seu espaço aéreo fechado, da mesma forma que ocorre no norte da Itália. O último país a anunciar restrições foi a Espanha, que confirmou hoje que sete aeroportos em seu território estão fechados - o de Madri segue aberto. EFE rja/rr
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.