Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Europa fecha em baixa com lucros corporativos fracos

As principais bolsas européias fecharam em baixa depois que fracos lucros corporativos indicaram que a turbulência financeira está longe do fim. Em uma sessão volátil, o único evento que não trouxe surpresa foi a decisão do Banco da Inglaterra (BOE, na sigla em inglês, banco central do país) de manutenção do juro básico no Reino Unido em 5% ao ano.

Agência Estado |

"Eu penso que os mercados estão muito nervosos caminhando para a temporada de balanços do segundo trimestre, uma vez que os fatores macroeconômicos ainda estão reduzindo a rentabilidade e os consumidores estão vendo seus bolsos cada vez menores. Com as companhias falhando em cumprir com as expectativas, a percepção nervosa vai levar a uma volatilidade adicional (no curto prazo)", disse Henk Potts, estrategista de ações do banco britânico Barclays. "Se as encomendas estão caindo e a pressão de custos está subindo, então as margens de lucro acima da média podem ser algo do passado", disse Karen Olney, estrategista de ações européias do Merrill Lynch.

Em Londres, o índice FT-100 caiu 122,8 pontos (-2,22%) e fechou com 5.406,8 pontos; em Paris, o índice CAC-40 recuou 108,10 pontos (-2,49%) e fechou com 4.231,56 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra-Dax caiu 81,46 pontos (-1,28%) e fechou com 6.305,00 pontos.

O maior declínio nos mercados europeus foi da rede de hipermercados Carrefour, que anunciou números de receita desapontadores no segundo trimestre. Apesar dos fracos dados, a segunda maior rede de varejo do mundo manteve sua previsão para o ano, o que preocupou os analistas. Eles expressaram a preocupação de que uma deterioração adicional nos ambientes macro e competitivo em mercados fundamentais do Carrefour pode gerar notícias negativas para a companhia no futuro. As ações do Carrefour despencaram 8,56% e arrastaram as ações das rivais Casino (-3,3%) e Tesco (-2,1%) e das empresas alimentícias Groupe Danone (-5,98%) e Nestlé (-4,34%).

Na Bolsa de Milão, o índice S&P/MIB caiu 334 pontos (-1,16%) e fechou com 28.437 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 recuou 260,30 pontos (-2,17%) e fechou com 11.739,50 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 173,61 pontos (-1,96%) e fechou com 8.678,10 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG