BERLIM (Reuters) - Não há razão para esperar que os contribuintes alemães precisem resgatar a Grécia, mas uma ajuda ao endividado país não pode ser descartada, disse o presidente do Eurogroup, Jean-Claude Juncker, nesta sexta-feira. Não há motivo para esperar isso. A Grécia apresentou um programa de consolidação (fiscal) ambicioso, disse ele à rádio Deutschlandfunk.

"Eu não espero que uma ajuda fora (da Grécia) seja necessária, (mas) não se pode descartar isso."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.