Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA têm maior taxa de desemprego em mais de 4 anos e meio

WASHINGTON (Reuters) - A taxa de desemprego nos Estados Unidos subiu inesperadamente para 6,1 por cento em agosto, maior nível em mais de quatro anos e meio, após o oitavo mês seguido de fechamento de vagas. O Departamento de Trabalho informou nesta sexta-feira que 84 mil empregos foram eliminados em agosto, número significativamente maior que os 75 mil previstos por economistas ouvidos pela Reuters. Os cortes de julho e junho foram elevados após revisão, de 51 mil em cada mês para 60 mil e 100 mil, respectivamente.

Reuters |

Funcionários do departamento disseram que a taxa de desemprego em agosto foi a maior desde dezembro de 2003.

Analistas esperavam que a taxa se mantivesse em 5,7 por cento.

As contratações tiveram queda acentuada em quase todos os setores. Cerca de 61 mil empregos foram perdidos no setor manufatureiro, a maior baixa mensal desde meados de 2003, e 8 mil postos foram fechados na construção. Em serviços profissionais e de negócios, 51 mil vagas foram eliminadas, além de mais 4 mil nos setores de lazer e hospitalidade.

O número médio de horas trabalhadas permaneceu em 33,7, mas os empregadores reduziram as horas extras de 3,8 para 3,7 em agosto.

(Reportagem de Glenn Sommerville)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG