A taxa dos fundos federais, pela qual os bancos americanos emprestam dinheiro por um dia para ajuste de posição, sofreu uma flutuação extrema nesta terça-feira, passando de 7% na abertura para 0,5% no final do dia.

As taxas dos fundos federais servem de apoio à política monetária do Federal Reserve (Banco Central americano).

O movimento de hoje constitui um ponto culminante das perturbações que o mercado vem sofrendo desde o dia 15 de setembro, quando o banco Lehman Brothers solicitou a proteção da lei de falências. Naquele dia, a taxa subiu a 6%, mas fechou a 0,0625%.

hh/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.