Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA: semana trará balanços de vários componentes do Dow Jones

A agenda de balanços dos EUA para esta semana traz como destaque a divulgação dos resultados trimestrais de um terço das empresas que integram o índice Dow Jones - entre elas AT&T, Verizon, Coca-Cola, IBM, McDonald's e Microsoft - e de mais de 20% dos componentes do S&P 500. O Goldman Sachs e o Morgan Stanley, os maiores bancos de investimento de Wall Street, apresentarão seus balanços do primeiro trimestre na terça e na quarta-feira, respectivamente.

AE |

A agenda de balanços dos EUA para esta semana traz como destaque a divulgação dos resultados trimestrais de um terço das empresas que integram o índice Dow Jones - entre elas AT&T, Verizon, Coca-Cola, IBM, McDonald's e Microsoft - e de mais de 20% dos componentes do S&P 500. O Goldman Sachs e o Morgan Stanley, os maiores bancos de investimento de Wall Street, apresentarão seus balanços do primeiro trimestre na terça e na quarta-feira, respectivamente. A expectativa é de que ambos anunciem resultados acentuadamente mais fortes em comparação aos registrados em igual período do ano passado devido ao aumento no lucro das unidades de renda fixa. No caso do Goldman Sachs, os investidores também devem estar atentos às declarações dos executivos do banco sobre o fato de a Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA) ter acusado a instituição financeira de cometer fraude. AT&T e Verizon A AT&T, que apresenta balanço na quarta-feira, deve anunciar resultados levemente mais fortes em comparação ao primeiro trimestre de 2009, enquanto os números da concorrente Verizon Communications, que serão divulgados na quinta-feira, devem ser mistos. As duas empresas estão buscando maneiras de atrair mais clientes para suas unidades de serviços móveis, já que os usuários das linhas de telefone tradicionais estão usando mais aparelhos celulares. Setor de alimentos A Coca-Cola, cujo balanço será divulgado na terça-feira, e a PepsiCo, que publicará seus resultados na quinta-feira, devem divulgar um aumento nos lucros do primeiro trimestre, na avaliação de analistas. A PepsiCo recentemente completou a aquisição de suas duas principais engarrafadoras, uma operação de US$ 7,8 bilhões, enquanto a Coca-Cola, numa medida inesperada, anunciou planos para comprar sua maior engarrafadora na América do Norte para cortar despesas. A Starbucks apresentará balanço na quarta-feira e deve continuar seu ciclo de melhora nos resultados financeiros após uma reestruturação dolorosa. O McDonald's, que divulga balanço no mesmo dia, também deve apresentar um aumento nas vendas. IBM e Microsoft Os resultados financeiros das gigantes mundiais do setor de software International Business Machines (IBM) e Microsoft devem ser beneficiados pela estabilização da economia, que abre espaço para as empresas atualizarem seus sistemas de informação após o congelamento desse tipo de investimento durante o período de recessão. O balanço da IBM será divulgado na segunda-feira e o da Microsoft na quinta-feira. Companhias aéreas As companhias aéreas norte-americanas devem divulgar prejuízos menores ou um retorno aos lucros no primeiro trimestre, devido ao aumento na receita por assento por milha disponível por passageiro (PRASM, em inglês), estimam analistas. A Delta Airlines apresenta balanço na segunda-feira, seguida pela AMR - dona da American Airlines -, na quarta-feira, e pela Southwest Airlines e a Continental Airlines, na quinta-feira. Farmacêuticas Os efeitos iniciais da reforma do sistema de saúde norte-americano poderão ser medidos nos balanços das empresas farmacêuticas, de seguro-saúde e de equipamentos hospitalares, segundo analistas. No caso das farmacêuticas, a expectativa é de que os resultados financeiros sofram com os descontos mais altos nos preços dos medicamentos resultantes das modificações no programa Medicaid. As empresas de seguro-saúde, por sua vez, devem apresentar com mais clareza quais serão os cálculos utilizados para definir os custos dos tratamentos médicos. Os investidores tentarão medir se as tarifas mais altas, impostos e outras provisões potencialmente onerosas da nova lei ofuscarão os potenciais benefícios, como o aumento no número de norte-americanos segurados. A farmacêutica Eli Lilly apresenta balanço na segunda-feira, seguida na terça-feira pelo conglomerado Johnson & Johnson e pelo UnitedHealth Group. Na quarta-feira, será a vez da gigante de biotecnologia Amgen e do Abbott Laboratories. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG