Washington, 9 out (EFE).- O número semanal de pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos caiu em 20 mil na semana passada, para 478 mil, informou hoje o Departamento de Trabalho americano.

No entanto, a média de quatro semanas de novos pedidos - um indicador menos volátil - subiu em 8.250 e ficou em 482.500, o número mais alto em sete anos.

Na semana passada, o número de pessoas que continuavam recebendo o benefício, pago pelos Governos estaduais, aumentou em 56 mil e chegou a 3,56 milhões, o maior em cinco anos.

O número semanal de novas solicitações representa a perda de empregos, enquanto o de pessoas que continuam recebendo seguro-desemprego reflete a dificuldade para encontrar um novo trabalho.

Os EUA perderam 159 mil postos de trabalho em setembro, a maior queda desde março de 2003. Embora o índice de desemprego tenha se mantido em 6,1%, há cada vez mais pessoas que se vêem forçadas a aceitarem empregos de meio expediente.

O Departamento de Trabalho informou que 159 mil empregos desapareceram em setembro - o que superou em muito os cálculos dos analistas, que contavam com uma queda de 100 mil a 110 mil.

Neste ano, a economia dos EUA já perdeu 760 mil postos de trabalho, e muitos analistas consideram que isto é outro sinal de que o país está em recessão. EFE jab/wr/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.