Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA: Produtividade dos trabalhadores subiu 1,3% no terceiro trimestre

Washington, 3 dez (EFE).- A produtividade dos trabalhadores nos Estados Unidos cresceu a um ritmo anual de 1,3% no terceiro trimestre, mais que o esperado pelos analistas, informou hoje o Departamento de Trabalho americano.

EFE |

No mesmo período, o custo laboral subiu a um ritmo anual de 2,8%, oito décimos a menos que o calculado pela maioria dos especialistas.

O indicador sugere que, entre julho e setembro, as empresas começaram a ver os resultados de suas medidas para aumentar seu lucro: os trabalhadores produziram mais por hora de trabalho, e o custo da mão-de-obra não subiu tanto como tinha sido calculado.

Por um lado, as companhias reduziram suas despesas em mão-de-obra, à medida que a economia se contraía, reduzindo as horas de trabalho ao ritmo mais alto em seis anos.

Nos Estados Unidos, quando um empregado trabalha menos de 35 horas por semana, não recebe benefícios como plano de saúde, férias remuneradas, ou indenização por demissão.

Os economistas tinham calculado que a produtividade subiria 0,9% entre julho e setembro, após um aumento de 1,1% nos três meses anteriores.

Mesmo com o aumento do custo da mão-de-obra, esse aumento ocorreu após uma queda de 2,6% entre abril e junho.

O número de horas trabalhadas caiu a um ritmo anual de 3,1%, a maior redução desde os três primeiros meses de 2002.

A produção da economia - excluindo a agricultura - caiu a um ritmo anual de 1,9%, a maior redução desde a recessão de março a novembro de 2001.

Comparada à do terceiro trimestre de 2007, a produtividade subiu 2,1%, perto da média anual de 2,5% registrada desde 1994. Em um ano, os custos de mão-de-obra subiram 1,4%.

O Departamento de Trabalho divulgará na sexta-feira seu relatório sobre o desemprego em novembro, e a maioria dos analistas acredita que o índice subirá de 6,5% para 6,7%, em um mês no qual calculam que a economia teve uma perda líquida de 300 mil a 325 mil postos de trabalho. EFE jab/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG