Washington, 2 out (EFE).- O número de pedidos de seguro-desemprego aumentou em mil na semana passada e chegou a 497 mil, o nível mais alto desde o final de setembro de 2001, informou hoje o Departamento do Trabalho americano.

O nível semanal de pedidos de seguro-desemprego pagos pelos Governos dos estados reflete, nesta instância, os efeitos dos furacões que afetaram a Louisiana e o Texas.

Sem os efeitos dos furacões, o número teria sido de aproximadamente 439 mil solicitações.

A maioria dos analistas, que tinha calculado um nível de cerca de 475 mil solicitações para a semana passada, aguarda com preocupação o relatório mensal de desemprego correspondente a setembro e que o Departamento de Trabalho divulgará amanhã.

Os especialistas calculam que a economia dos EUA teve no mês passado uma perda líquida de cerca de 100 mil postos de trabalho e que o índice de desemprego ficará em 6,1% da força de trabalho.

A média em quatro semanas de pedidos de seguro-desemprego aumentou em 11.500 e chegou a 474 mil, o nível mais alto desde outubro de 2001.

Na semana que terminou em 20 de setembro, segundo o relatório do Governo, o número de pessoas que recebia esse subsídio aumentou em 48 mil e chegou a 3,59 milhões, o nível mais alto desde setembro de 2003.

A média em quatro semanas das pessoas que continuavam recebendo seguro-desemprego - indicador que mostra a dificuldade de encontrar um novo emprego - subiu em 46.750 e chegou a 3,53 milhões de pessoas, o mais alto desde outubro de 2003. EFE jab/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.