Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA entraram em recessão há um ano, diz órgão oficial

O Escritório Nacional de Pesquisa Econômica dos EUA (NBER) disse que o país entrou em recessão em dezembro de 2007, encerrando um período de expansão econômica iniciado em novembro de 2001. A afirmação é do Comitê de Datação dos Ciclos de Negócios do NBER, responsável por determinar quando os EUA entram e saem de recessões.

Agência Estado |

"Uma recessão é um declínio significativo na atividade econômica espalhada pela economia, durando mais do que alguns meses, normalmente visível na produção, no emprego, na renda real e em outros indicadores", diz o comunicado do NBER. Ele acrescenta que "o comitê identificou dezembro de 2007 como o mês de pico, depois de determinar que o declínio subseqüente na atividade econômica era suficientemente grande para qualificar-se como uma recessão".

De acordo com o relatório, concluído na sexta-feira, mas divulgado somente hoje, "o comitê vê a medição de emprego 'payroll', que se baseia em um número grande de empregadores, como a estimativa ampla de emprego mais confiável. Essa série atingiu seu pico em dezembro de 2007 e declinou em todos os meses desde então". O payroll é um relatório mensal do mercado de mão-de-obra americano.

O órgão acrescentou que revisou dados sobre os ciclos econômicos do passado, mas nenhuma mudança foi feita depois de 1978.

Em reação ao relatório, o porta-voz da Casa Branca Tomy Fratto declarou que "como sempre dissemos, o NBER determina as datas de início e fim dos ciclos econômicos, e eles fizeram isso. Mas o que é importante é o que está sendo feito quanto a isso. As coisas mais importantes que podemos fazer pela economia neste momento são trazer os mercados financeiro e de crédito ao normal e continuar a fazer progressos no setor de moradia, e é nisso que continuaremos a focalizar. Lidar com essas áreas dará o melhor resultado para fazer a economia retornar ao crescimento e à criação de empregos".

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG