Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA devolverão IndyMac à iniciativa privada

Washington - O Governo dos Estados Unidos anunciou que venderá o banco californiano IndyMac, que quebrou em julho, a um grupo de investidores privados por cerca de US$ 13,9 bilhões.

EFE |

A Corporação Federal Seguradora de Depósitos (FDIC na sigla em inglês), uma agência pública, informou que entregará a entidade à IMB Management Holdings LP, que é presidida pelo investidor Steven Mnuchin e prometeu uma injeção "substancial" de capital na empresa.

A FDIC disse que a transação será feita no final de janeiro ou início de fevereiro e revelou que a intervenção do IndyMac custará aos contribuintes entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,4 bilhões.

O IndyMac, com sede em Pasadena e que, após a venda, será dirigida por Terry Laughlin, ex-presidente do banco de investimento Merrill Lynch, afundou principalmente devido a sua ampla bolsa de hipotecas de baixa qualidade no mercado da Califórnia, um dos mais golpeados pela crise imobiliária.

Nas semanas anteriores à sua quebra, seus clientes retiraram mais de US$ 1 bilhão, diante das dúvidas sobre a solidez das contas do banco.

A instituição, que perdeu quase US$ 615 milhões em 2007, conta com 33 filiais, todas no sul da Califórnia, e cerca de US$ 6,5 bilhões em depósitos.

Leia tudo sobre: bancos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG