Tamanho do texto

Os Estados Unidos têm a intenção de aliviar as restrições impostas sobre viagens e remessas de cubanos residentes para Cuba, como parte de sua nova política em relação à ilha, declarou nesta sexta-feira o secretário para a América Latina do departamento de Estado, Tom Shannon.

"Acredito que o presidente (Barack) Obama tenha deixado claro, durante sua campanha e depois, que seu governo tomará medidas para abolir as restrições para viagens de familiares e o envio de dinheiro", disse Shannon, durante uma entrevista coletiva.

Uma decisão concreta sobre o calendário e o conteúdo da decisão presidencial será anunciada a seu tempo pela Casa Branca, acrescentou.

A política americana para Cuba teve um momento confuso esta semana, depois que o Congresso aprovou, dentro de uma lei orçamentária para 2009, uma série de modificações às restrições de viagens e à venda de alimentos e medicamentos para a ilha.

O Tesouro americano, no entanto, enviou uma carta a dois senadores que se opuseram à aprovação da lei, afirmando que, devido a uma série de razões legais complexas, as novidades, na prática, não mudarão muita coisa.

Shannon se negou a comentar o caso, indicando que a carta se refere "muito especificamente" a certas questões técnicas dos senadores, e só.

jz/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.