inaceitável corte de gás russo à UE - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EUA chamam de inaceitável corte de gás russo à UE

Bruxelas, 7 jan (EFE).- O subsecretário de estado americano para Assuntos Europeus, Daniel Fried, chamou hoje de inaceitável o corte de gás russo através da Ucrânia e reiterou o apoio dos EUA à União Européia para diversificar suas fontes energéticas através de gasodutos alternativos aos monopolizados por Moscou.

EFE |

"Em 2006, advertimos à Europa que levasse a sério a diversificação, e aqui estamos outra vez, três anos depois", lamentou.

A decisão, anunciada hoje pela companhia estatal russa Gazprom, de paralisar todo o trânsito de gás através da Ucrânia, que causou uma crise imediata em países como Bulgária e Eslováquia, "danifica a reputação da Rússia como um fornecedor confiável", ressaltou Fried.

"É necessário resolver rapidamente esta situação e desenvolver fontes alternativas, que não sejam controladas por um único país ou companhia", acrescentou.

Os Estados Unidos impulsionaram política e comercialmente, nos últimos anos, projetos para quebrar a hegemonia russa do transporte de gás e petróleo cru à Europa, como os gasodutos Transcáspio, Nabucco (através do Mar Negro) e Baku (a partir do Azerbaijão).

Além disso, segundo Washington, "a Europa deveria desenvolver o hábito e as políticas de solidariedade necessárias para que países não fiquem reféns de disputas sobre gás entre terceiros", ressaltou o diplomata.

De acordo com Fried, "o que começou como uma disputa comercial entre Rússia e Ucrânia, cresceu dramaticamente desde a aparição televisiva de Vladimir Putin ordenando o corte de gás", até chegar ao "inaceitável" fechamento total do duto, decretado esta manhã. EFE met/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG