Nova York, 3 out (EFE).- A atividade no setor dos serviços nos Estados Unidos retrocedeu em setembro a respeito do mês anterior e também diminuiu o emprego, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, em inglês).

O índice de atividade ficou no mês passado em 50,2 pontos percentuais, frente aos 50,6 pontos de agosto e aos 50 pontos previstos pelos economistas.

Um indicador acima de 50 pontos reflete um crescimento do setor e, abaixo desse nível, representa uma contração na atividade de uma maioria de empresas.

Em junho e julho, o índice ficou em 48,2 e 49,5 pontos, respectivamente.

Em setembro, aumentaram os pedidos às empresas do setor e o subíndice que mede essa variável ficou em 50,8 pontos, frente aos 49,7 pontos de agosto.

No caso do emprego, foi registrado um índice de 44,2 pontos em setembro, frente aos 45,4 pontos do mês anterior.

Os preços que os empresários do setor por bens e serviços pagaram para que pudessem desenvolver sua atividade caíram no mês passado e o subíndice que mede essa variável ficou em 70 pontos, dos 72,9 pontos de agosto.

Anthony Nieves, especialista do ISM, afirmou em comunicado à imprensa que os comentários dos entrevistados são positivos no relativo à queda nos custos de combustível e matérias-primas.

"No entanto, permanecem preocupados com as condições gerais do mercado e da economia", acrescentou. EFE vm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.