A Casa Branca se mostrou aberta, nesta quarta-feira, à idéia de uma ajuda aos fabricantes de automóveis mais além dos 25 bilhões de dólares estudados, num momento em que GM, Chrysler e Ford pedem até 34 bilhões de dólares para fugir de uma quebradeira.

"Acho que deveremos estudar os planos e ver o que pode ser apoiado para que essas empresas possam avançar. Temos dito que queremos tentar ajudar os fabricantes de automóveis", disse a porta-voz Dana Perino.

O sindicato da indústria automobilística se declarou disposto a fazer concessões significativas para ajudar a resgatar as três maiores montadoras americanas, indicou seu presidente nesta quarta-feira.

lal/cel/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.