Rio, 22 - Mesmo com a queda no preço do barril de petróleo, os projetos de etanol da Petrobras são viáveis e competitivos se o barril ficar em torno de US$ 40, disse hoje o presidente da Petrobras Biocombustíveis, Alan Kardec. Segundo ele, o que deverá ditar as regras deste mercado será a necessidade dos países de se adequar às normas ambientais que estão vigentes ou que entrarão em vigor nos próximos anos em várias partes do mundo.

"Não é só a questão financeira que dita este mercado", afirmou. De acordo com Kardec, estão confirmados os investimentos que estavam programados, mas os novos estão sendo reavaliados ainda no plano estratégico da companhia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.