Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estudo mostra confiança abalada de executivos no dia de Fórum de Davos

SÃO PAULO - A confiança de executivos-chefes no desempenho das empresas atingiu nível histórico de baixa, mostrou pesquisa divulgada hoje pela PricewaterhouseCoopers (PwC). No estudo com mais de 1,1 mil executivos-chefes, apenas 21% disseram estar muito confiantes no crescimento da receita nos próximos 12 meses. Um ano atrás, essa parcela era 50%.

Valor Online |

Os consultados esperam uma lenta e gradual recuperação nos próximos três anos. "A visão de três anos é um pouco melhor, mas a má notícia é de que não é um cenário muito melhor", observou o consultor Tony Poulter, que ajudou a conduzir a pesquisa.

Poulter notou que somente 34% dos entrevistados se mostraram "muito confiantes" de que as empresas devem ter crescimento na receita nos próximos três anos. Antes, esse percentual correspondia a 42%.

"Os executivos-chefes estão mais preocupados com a sobrevivência imediata de suas empresas. Mesmo nas economias emergentes, as companhias estão lidando agora com questões como indisponibilidade de crédito, mercados de capitais ruins e queda da demanda", observou.

Vale lembrar que o clima de negócios piorou expressivamente a partir de setembro de 2008, quando houve o colapso do banco de investimentos Lehman Brothers e o Merrill Lynch foi vendido.

O levantamento foi divulgado pela PwC no início do encontro anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, e foi feito com base em entrevistas com 1.124 executivos-chefes em 50 países durante o último trimestre de 2008.

O premiê russo Vladimir Putin fará o discurso na abertura do Fórum de Davos, que deve ser dominado por discussões sobre a crise recente.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG