Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estudo da CUT mapeará demissões em todo o país

BRASÍLIA - A Central Única dos Trabalhadores (CUT) realiza um levantamento com os sindicatos filiados para identificar as empresas brasileiras que estão demitindo trabalhadores durante o período da crise financeira internacional. O presidente da entidade, Artur Henrique da Silva, antecipou nesta quinta-feira (11) que a fábrica de pneus Goodyear, no interior de São Paulo, já demitiu entre 30 e 50 trabalhadores.

Agência Brasil |

A Agência Brasil tentou confirmar a informação, mas não conseguiu entrar em contato com a assessoria de impresa da empresa.

A crise no setor automobilístico foi fator decisivo para essas demissões, avalia o presidente da CUT. Ele explicou que o levantamento a ser apresentado pela entidade em cerca de dez dias conterá informações que vão além das dispostas no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

Os números do Caged ainda não apresentam as áreas mais problemáticas, e são influenciados positivamente pelos empregos temporários, uma vez que os setores de comércio e de serviço contrataram muito, bem como o setor público, explicou.

Artur Henrique disse que, do total de 1,3 mil demissões anunciadas pela Vale, cerca de 300 são de trabalhadores de Minas Gerais. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da empresa, que concedeu férias coletivas a 5,5 mil trabalhadores em dezembro deste ano e janeiro de 2009.

Em função da dinâmica dessas informações, esse é um estudo que requer constante atualização, mas creio que teremos condições de divulgar um mapa bastante realista sobre as demissões de trabalhadores em todo o território nacional, afirmou o presidente da CUT.

Leia mais sobre: demissão, crise financeira

Leia tudo sobre: crise financeirademissões

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG