SÃO PAULO - Os investidores estrangeiros mostram interesse pelo setor de shopping centers no Brasil. Isso fica claro pela forte participação desses agentes na oferta de ações da Aliansce, que realizou a primeira oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de 2010 na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) no final de janeiro.

De acordo com o Anúncio de Encerramento, os não residentes compraram 73% das 71,5 milhões de ações ordinárias vendidas em oferta primária e secundária, a R$ 9,00 cada. Os fundos de investimento ficaram com 17,8%, e 1.626 pessoas físicas dividiram 6,5% dos papéis.

Com a venda primária de 50 milhões e ações, a companhia obteve R$ 450 milhões dinheiro que será utilizado na aquisição de participação, expansão e desenvolvimento de shopping centers.

Os acionistas vendedores na oferta secundária foram o fundo GBP I, gerido pela Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central (BC) Armínio Fraga, e o diretor-presidente e presidente do Conselho de Administração, Renato Rique, que dividiram R$ 193 milhões.

(Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.