Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estoque de grãos terá 6 milhões de toneladas

O governo decidiu quadruplicar os estoques oficiais de grãos para ter um novo instrumento contra a alta do preço dos alimentos no mercado interno. A meta, constante do Plano de Safra Agrícola e Pecuário 2008/2009, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia amanhã em Curitiba, é elevar os estoques de 1,5 milhão de toneladas, volume atual, para 6 milhões de toneladas em 2009.

Agência Estado |

O governo aposta na elevação da produção nacional de alimentos para atravessar o atual período de agravamento da inflação mundial. O estoque total será o maior desde 2006, quando os armazéns públicos armazenavam cerca de 4 milhões de toneladas de grãos.

A maior parte do novo estoque - 4,1 milhão de toneladas - será de milho. O produto é considerado estratégico do ponto de vista do controle dos índices de inflação, já que o grão é matéria-prima da avicultura, da suinocultura e da pecuária de corte e de leite.

A medida demandará R$ 3,8 bilhões em recursos do governo. Para garantir a compra e a recomposição dos estoques, o governo fará leilões este ano, antes do período de plantio da safra, em setembro. Nesses leilões, o governo sinalizará aos agricultores o preço de venda de determinados produtos. Assim, o produtor terá mais segurança em relação aos preços. Normalmente, as cotações caem nos períodos de colheita. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG