Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estoque de aplicações no Tesouro Direto cresce para R$ 1,8 bi em julho

SÃO PAULO - O estoque de aplicações diretas de pessoas físicas em títulos públicos federais somou R$ 1,8 bilhão em julho, aumento de 38,5% sobre o acumulado até o mesmo mês de 2007. O Tesouro Direto registrou entre janeiro e julho captação no valor de R$ 728,8 milhões, melhor desempenho para o período. Só em julho, as vendas cresceram 262,8% sobre igual mês de 2007, atingindo R$ 183 milhões.

Valor Online |

A demanda por títulos foi equilibrada durante o mês de julho. A maior procura (41%) foi por títulos indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), que possuem rentabilidade definida pelo índice de inflação usado pelo Banco Central em sua política monetária. Mas os papéis prefixados (LTN e NTN-F) também foram bem procurados e ficaram em segundo lugar entre os mais vendidos, com participação de 40,1% do total mensal.

Conforme nota do Tesouro, o número de investidores cadastrados cresceu 40,4% nos 12 meses encerrados em julho, para 126.845 investidores, sendo 4.454 novos participantes apenas no mês passado. No acumulado dos primeiros sete meses deste ano foram 23.852 novos participantes.

O Tesouro Direto permite que pessoas físicas apliquem valores acima de R$ 200 em títulos do governo federal, por meio da internet e de cadastramento em um banco da rede custodiante. Uma das vantagens em relação aos fundos de investimento financeiro (FIFs) é a taxa de administração menor.

O programa foi criado para estimular a poupança de longo prazo, mas os resgates podem ser feitos semanalmente. Em julho, 61,6% do volume aplicado ficou na faixa de até R$ 5 mil por investidor.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG