O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reiterou ontem que a crise econômica global que nasceu nos Estados Unidos está trazendo a possibilidade de problema de emprego no Brasil. Por isso, ele decidiu que todas as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que puderem ser contratadas com trabalho em três turnos o serão.

O objetivo, de acordo com o presidente, é a geração de empregos. De preferência, segundo Lula, que beneficiem pessoas desempregadas das regiões mais pobres do País. Sem explicar se referia-se à crise mundial, disse que 2009 "é o ano mais delicado, mais perigoso". Ontem, Lula esteve com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, no lançamento da obra de extensão da Ferrovia Transnordestina, em Salgueiro, Pernambuco. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.