Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estagiários levam o Leão de Ouro

O único Leão de Ouro ganho pelo Brasil na última edição do Festival de Publicidade de Cannes, feito para a série de anúncios impressos da editora Cia. das Letras, saiu da prancheta de dois jovens estagiários.

Agência Estado |

Suzana Haddad, 24 anos, e Renan Tommaso, 26 anos, embarcaram às pressas para receber o prêmio. Até aí, nada de muito surpreendente. É comum publicitários tomarem o rumo da costa francesa somente diante da certeza da premiação. O inusitado, no caso, é que eles nem sequer tinham passaporte. Mais: não são contratados da agência AlmapBBDO, pela qual ganharam o troféu.

O sucesso da campanha, criada com a associação de elementos que se carregam nos bolsos - isqueiro, chave e bala -, foi incorporar humor e elegância no anúncio para vender uma coleção de livros de bolso. A bala aparece numa foto de Che Guevara, para falar de sua biografia. A chave surge na ilustração referente ao romance de Franz Kafka. E o isqueiro se mistura às colunas greco-romanas para o livro sobre declínio do império romano.

Batalha

Há dois aspectos curiosos na situação desses jovens. O primeiro é a demonstração de que recém-formados podem vencer a disputa com profissionais consagrados. O outro é a comprovação de quão improvisada é a batalha para conquistar um posto na carreira.

Suzana e Tommaso, embora jovens, não são exatamente novatos na atividade. Já acumulam experiências anteriores. Mesmo assim, têm de trabalhar na condição de estagiários, prática comum nas agências, para se firmarem no mercado. E ambos asseguram que, se não fossem essas experiências, não agüentariam o pique, tal o grau de cobrança.

Suzana, que fez a criação visual das peças premiadas, passou quase um ano na agência Leo Burnett antes de conseguir um lugar na AlmapBBDO. Filha de uma designer, neta de uma pintora e bisneta de uma escultora, ela nunca teve dúvida de que seu caminho estaria na criação. "A propaganda é muito ampla e é também um meio de se falar de artes por meio dos produtos", diz.

O redator Tommaso, nascido no Rio, já passou por Giovanni+DraftFCB, F/Nazca S&S e Publicis antes de desembarcar na AlmapBBDO. Atento ao que melhor se produz com base no que se publica no Anuário de Criação, Tommaso tinha seus ídolos atuando em São Paulo. Resolveu, então, deixar o conforto do Rio e encarar a mudança de cidade com a seguinte meta: " os jogadores de futebol querem jogar na seleção. Eu queria trabalhar na Almap."

Premiada e tida entre os profissionais do meio como a agência que consegue obter aprovação de clientes para peças mais ousadas, a AlmapBBDO é alvo constante dos que querem fazer carreira. Exemplos não faltam. Lygia Conde, 26 anos e que passou o último ano estagiando na McCann-Erickson, não esconde que adoraria ir para lá : "É difícil conseguir passar pelo funil e mostrar o seu portfólio para quem decide a contratação."

Portfolio

Suzana, por exemplo, venceu a barreira por meio de um canal que chegou ao mercado nacional este ano. No exterior, o evento Portfolio Night existe desde 2002, reunindo diretores de criação renomados de cada lugar onde é realizado, para que os jovens possam apresentar suas pastas de trabalhos.

Funciona como uma espécie de dança de cadeiras para a qual cada candidato paga uma taxa de inscrição de US$ 35 dólares. Os novatos são convidados a exibirem suas habilidades para um diretor de criação durante 15 minutos. Após esse tempo, trocam de cadeira e conversam com outro diretor por mais 15 minutos, até completarem os 45 minutos previstos.

Foi na estréia no Brasil da edição do Portfolio Night que Suzana caiu nas graças do diretor de criação da AlmapBBDO, Luiz Sanches. No início, os estagiários das agências de propaganda são supervisionados por duplas de criação mais experientes. Com a seleção de sua série de anúncios para concorrer em Cannes, Suzana e Tommaso se qualificaram para obter reconhecimento e conquistar espaço na carreira. Com o prêmio máximo, confirmaram a aposta da agência em seus talentos e já garantiram a contratação.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG