O Estado francês injetará 10,5 bilhões de euros nos seis principais bancos privados do país até o final do ano, anunciou agora à noite, hora local, a ministra da Economia, Christine Lagarde.

Os beneficiários são Crédit Agricole (3 bilhões de euros), BNP Paribas (2,55 bilhões de euros), Societé Générale (1,7 bilhão de euros), Crédit Mutuel (1,2 bilhão de euros), Caisse d'Epargne (1,1 bilhão) e Banque Populaire (950 milhões de euros), precisou.

Lagarde disse que esta medida é indispensável para que os bancos possam "financiar corretamente a economia"; isto é, continuar concedendo créditos em tempos de crise e falta de liquidez.

A ministra fez o anúncio à imprensa depois de se reunir com a direção das entidades.

Também presente, o governador do Banco da França, Christian Noyer, negou que os bancos franceses estejam com falta de capital.

O governo anunciou semana passada um plano de apoio aos bancos que incluía 40 bilhões de euros para reforçar o capital dos que pedissem por isso.

tu/mw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.