Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Estado britânico controlará 43,4% do novo Lloyds Banking Group

Londres, 12 jan (EFE).- O Estado britânico controlará 43,4% da entidade que surgirá da fusão dos bancos Lloyds TSB e HBOS, o Lloyds Banking Group, após os acionistas das duas empresas não responderem a uma oferta de títulos para ampliar capital.

EFE |

Das 8,5 bilhões de ações ordinárias oferecidas pelo Halifax Bank of Scotland (HBOS), apenas 0,24% foram adquiridas por seus próprios acionistas, enquanto, no caso do Lloyds, estes só compraram 0,5% dos 2,6 bilhões de títulos emitidos.

Para completar sua fusão no âmbito do plano de resgate financeiro do Governo, estes dois bancos necessitavam arrecadar um total de 17 bilhões de libras (cerca de 19 bilhões de euro) através da emissão de ações preferenciais, que, segundo o acordo, ia adquirir o Executivo, e papéis ordinários que o Estado só ia comprar se os acionistas não fizessem isto.

Isto é o que aconteceu neste caso, pois a maior parte dos acionistas das duas entidades considerou que o preço dos títulos ordinários que eram oferecidos a eles - 173,3 pence para os do Lloyds e 113,6 pence para os do HBOS - não refletiam seu valor atual no mercado.

Apesar de tudo, o diretor-executivo do Lloyds TSB, Eric Daniels, expressou hoje sua satisfação por se ter completado o processo de ampliação de capital e afirmou que a nova entidade, que será o primeiro grupo financeiro do país, "terá uma posição financeira robusta".

Os acionistas do Lloyds TSB e do HBOS aprovaram no final de 2008 a compra do segundo banco pelo primeiro, que respondeu a seu resgate após os papéis do HBOS desabarem.

A mediação do Governo permitiu que a operação evitasse os possíveis problemas de concorrência.

O Lloyds Banking Group, cuja constituição devia superar hoje os últimos trâmites judiciais, terá controle sobre 25% das contas bancárias pessoais no Reino Unido e 28% do mercado hipotecário.

As ações do Lloyds eram cotadas hoje por 143,80 pence na Bolsa de Londres, enquanto as do HBOS valiam 85,5 pence. EFE jm/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG