Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Esperanças para economia dos EUA reergueram bolsas no mundo ontem

SÃO PAULO - As bolsas de valores americanas fecharam no maior patamar em um mês ontem, com o otimismo de que o plano proposto pelo presidente eleito Barack Obama ajudará a enfraquecida economia a evitar uma recessão mais profunda e com esperanças de um resgate do governo a montadoras. O índice Dow Jones teve alta de 3,46%, a 8.

Valor Online |

934 pontos. O Standard & Poor´s 500 subiu 3,84%, a 909 pontos e o Nasdaq, 4,14%, a 1.571 pontos.

Em uma segunda sessão consecutiva de grandes ganhos, o S & P 500 passou a acumular alta neste mês, dando espaço para um crescente coro formado por aqueles que acreditam que o pior já passou para as ações. O mercado acionário dos EUA não tem um mês de ganho desde agosto.

Companhias de materiais e construção tiveram alta com esperanças de uma nova onda de construções nacionais alimentando os ganhos da sessão. A Caterpillar subiu quase 11%, enquanto a Terex Corp, fabricante de equipamentos de construção e mineração, saltou 18%.

O principal índice de ações europeu subiu quase 7% nesta segunda-feira, liderado por papéis de companhias ligadas a commodities e do setor bancário. O otimismo dos investidores veio junto com expectativas de que pacotes de estímulo governamentais ajudem a amenizar o impacto de uma recessão. O índice FTSEurofirst 300 subiu 6,87%, para 848 pontos, após máxima de 847 pontos, durante o dia.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou no sábado que seu plano para criar pelo menos 2,5 milhões de novos empregos inclui o maior investimento em infra-estrutura desde os anos de 1950 e um grande esforço para reduzir o uso de energia pelo governo.

Os papéis dos bancos avançaram entre 6,7% e 14,2% Subiram as bolsas de Londres (6,19%), Frankfurt (7,63%), Paris (8,68%) e Milão (6,42%).

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG