Tamanho do texto

San Francisco, 8 dez (EFE) - Um grupo de especialistas elaborou um relatório sobre os riscos dos ataques pela internet, no qual pede ao presidente eleito, Barack Obama, que nomeie na Casa Branca um responsável pela Segurança Cibernética. No estudo, elaborado por uma comissão de especialistas tecnológicos do setor público e privado e apresentado hoje ao Congresso, pede-se ao novo líder que adote medidas para melhorar a segurança na internet e evitar ataques de hackers ou espiões. O grupo propõe a criação de um escritório dentro da Casa Branca dedicado apenas a esta tarefa e dirigido por um responsável nacional de cibersegurança, cargo que dependeria diretamente do presidente. Além disso, a comissão quer criar um Centro para Operações de Cibersegurança no qual representantes do setor público e da empresa privada troquem informações sobre riscos de segurança informática, entre outras medidas. Responder a um ataque informático é um assunto complicado, disse James Lewis, do Centro de Estudos Internacionais e Estratégicos, organismo que criou a comissão de especialistas. As normas desenhadas nos anos 1980 são lentas e a internet é rápida.

As iniciativas apresentadas hoje são uma resposta a vários ataques à segurança informática de organismos como a Casa Branca ou o Departamento de Comércio registrados nos últimos anos e que causaram vergonha ao Governo dos Estados Unidos.

Espera-se que Obama seja bastante receptivo às propostas apresentadas hoje pela comissão de especialistas, pois alguns de seus membros, como Paul Kurtz ou Dan Chenok, estão na equipe de transição do presidente eleito. EFE pg/db