amp; P - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Escândalo do caso Madoff aumentará fiscalização, diz diretor da S amp; P

RIO DE JANEIRO - O escândalo envolvendo o fundo de investimento administrado pelo ex-presidente do Conselho da Nasdaq, Bernard Madoff, deverá trazer maior regulação para este setor do mercado financeiro, além de aumentar a fiscalização dos próprios investidores em relação aos administradores dos fundos. A opinião é o diretor-executivo de ratings de instituições financeiras da Standard & Poors, Charles Rauch. O executivo frisou que a S & P não faz ratings para nenhuma das instituições afetadas até o momento pelo escândalo.

Valor Online |

Madoff, com bom trânsito entre investidores qualificados em todo o mundo, montou uma pirâmide financeira, disfarçada sob a forma de fundo de investimento. Pelo mecanismo, os investidores mais recentes apenas destinavam recursos para os mais antigos, em uma fraude que pode ter causado prejuízos de até US$ 50 bilhões, segundo estimativas.

"Muitos investidores fizeram seus investimentos, mas não fizeram o trabalho de casa de avaliar quais os riscos que estavam correndo. A gente vê no sistema financeiro uma situação em que vai aumentar a regulamentação", afirmou Rauch, que participou do seminário "Brasil: o que esperar de 2009", promovido pela S & P, no Rio de Janeiro.

Para a presidente da S & P no Brasil, Regina Nunes, a fraude ocorrida no fundo administrado por Madoff afetará o sistema de fundos já num primeiro momento. Segundo ela, como os lesados pelo esquema são investidores qualificados, a tendência é que esses mesmos investidores redobrem a atenção sobre suas aplicações em outros fundos.

"Existe a tendência de que todos os investidores fiquem mais atentos ao risco que correm e isso talvez seja positivo e evite que apareçam novos problemas", destacou Regina.

Leia tudo sobre: madoff

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG