SÃO PAULO - Um escândalo envolvendo o Goldman Sachs & Co. está azedando o humor dos investidores e derrubando as bolsas mundiais.

SÃO PAULO - Um escândalo envolvendo o Goldman Sachs & Co. está azedando o humor dos investidores e derrubando as bolsas mundiais. A instituição financeira está sendo acusada pelo governo americano de enganar os investidores em seus relatórios sobre títulos vendidos associados com papéis de hipotecas subprime, enquanto o mercado imobiliário estava instável. A Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos EUA) fez acusações de fraude civil contra o Goldman Sachs e um dos vice-presidentes da instituição. A agência alega que a companhia vendeu títulos complexos de hipotecas subprime e falhou na apresentação aos investidores quanto ao fato de que um grande fundo de hedge apostou contra os títulos. A notícia consolidou a queda das bolsas americanas. O Ibovespa foi no mesmo caminho e acentuou as perdas, se aproximando dos 69 mil pontos. Próximo das 12h20, o principal índice da Bolsa de Valores e São Paulo (Bovespa) recuava 2,10%, aos 69.043 pontos, com giro financeiro de R$ 3,469 bilhões. Em Wall Street, o Dow Jones, que ensaiou uma alta após a abertura negativa, passou a recuar novamente. Há instantes, o índice perdia 0,81%, enquanto o Nasdaq tinha baixa de 1,28% e o S & P 500 tinha queda de 1,43%. No front corporativo doméstico, a baixa das blue chips pesa sobre o Ibovespa. Há instantes, os papéis PN da Petrobras cediam 2,41%, a R$ 32,79, enquanto as ações PNA da Vale recuavam 1,26%, a R$ 50,55. No mercado brasileiro, o saldo de atuação do investidor estrangeiro na Bovespa caiu pelo quarto dia seguido. No acumulado até 14 de abril, período em que o Ibovespa subiu 0,94%, as compras do não residente superaram as vendas em R$ 574,5 milhões. Apenas na quarta-feira, entretanto, o estrangeiro retirou R$ 203,2 milhões no mercado. Apesar disso, o Ibovespa subiu 0,34% naquele dia. No ano, o resultado da atuação do investidor internacional na bolsa brasileira segue positivo em R$ 574,3 milhões. (Beatriz Cutait | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.