Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ericsson investirá US$ 15 mi em 2009 de olho na telefonia 2G e 3G

A Ericsson vai investir US$ 15 milhões em sua produção no Brasil em 2009, ano em que comemora 85 anos de atuação no País. Os aportes serão direcionados à ampliação da linha de produtos de telefonia móvel de segunda e terceira gerações (2G e 3G), de rádio e de transmissão.

Agência Estado |

O anúncio foi feito hoje pela presidente da subsidiária brasileira, Fátima Raimondi.

Apesar de reconhecer que o crescimento do mercado de telecomunicações deve ser comedido em 2009, em virtude da crise financeira global, a empresa de origem sueca prevê continuidade na expansão das redes de telefonia móvel GSM e 3G. Também vislumbra que os serviços gerenciados, voltados à otimização de custos, ganhem espaço entre as operadoras e empresas.

Além disso, a expectativa da fabricante é de que o número de assinantes de telefonia continue a crescer e o tráfego de dados suba ainda mais, estimulado pela proliferação da banda larga móvel. Ainda segundo a empresa, as metas de cobertura definidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para as operadoras de celular que compraram licenças 3G movimentarão o mercado de infra-estrutura de telecomunicações.

Em 2008, foram investidos US$ 3 milhões na produção, mas o volume supera os R$ 20 milhões (US$ 8,5 milhões) quando são acrescidos os aportes em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e treinamento de pessoal. Neste ano, a empresa diz ter criado 1.000 novos empregos, elevando o quadro de colaboradores a 7.500 pessoas.

De 1998 a 2008, foram usados mais de US$ 50 milhões para fortalecer a produção, período em que a Ericsson do Brasil produziu mais de 30 mil estações radiobase (ERBs) - oito mil delas foram desenvolvidas só em 2008, ano em que a tecnologia 3G começou a crescer no País.

Os planos de investir mais em produção no próximo ano também guardam relação com a meta de ampliar as exportações. A fábrica brasileira, localizada em São José dos Campos, é uma das quatro plantas da Ericsson instaladas no mundo inteiro. As outras estão situadas na China, Índia e Suécia, onde está a matriz. A unidade brasileira atende a toda América Latina e países africanos, com destaque para aqueles onde se fala a língua portuguesa.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG