Quito, 13 out (EFE) - O Governo do Equador ordenou a revogação dos vistos de quatro funcionários da construtora Odebrecht, expulsa em setembro do país por não realizar os consertos de uma hidroelétrica construída na nação, informou hoje a Presidência.

Através de um decreto executivo assinado em 9 de outubro e tornado público hoje, o presidente do Equador, Rafael Correa, estendeu a revogação de vistos a cinco funcionários da Furnas Centrais Elétricas S/A, segundo o chefe de Estado. EFE jc/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.