deixe o país - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Equador pede à brasileira Odebrecht que conserte represa ou deixe o país

O Equador lançou um ultimato nesta terça-feira à empresa brasileira Odebrecht para que faça os reparos necessários em uma central hidrelétrica construída na zona andina ou prepare-se para deixar o país.

AFP |

A empreiteira deve se comprometer ainda hoje (terça) a reparar os danos na represa de San Francisco, com capacidade de produzir 350 megawatts, que parou de funcionar há um mês, afirmou Jorge Glass, presidente do Fundo de Solidariedade, responsável pelo tema.

"Se a Odebrecht não cumprir imediatamente todas as exigências, que não são presentes do Estado equatoriano, então que se prepare para deixar o país; que se prepare porque todos os contratos que tem com o estado acabarão", alertou Glass em uma entrevista coletiva.

San Francisco é a segunda maior represa do Equador, e a paralisação de suas atividades ameaça o abastecimento energético do país. Ela parou de funcionar um ano depois de entregue pela Odebrecht devido a um problema nas turbinas.

O presidente Rafael Correa, que já havia ameaçado expulsar o consórcio, declarou que a Odebrecht recebeu um prêmio de 20 milhões de dólares por ter terminado a obra antecipadamente no ano passado, e agora exige a devolução do dinheiro.

Em um aviso público, a empresa se comprometeu a pôr a obra em funcionamento no dia 4 de outubro, ampliando para cinco anos a garantia, mas nega ter responsabilidade pelo problema na hidrelétrica, afirmando tratar-se do desgaste normal do equipamento, segundo as autoridades.

A Odebrecht já fechou contratos no Equador para a construção de uma estrada, de um aeroporto e de outra hidrelétrica.

vel/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG