RIO DE JANEIRO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) recebeu notificação da Câmara de Comércio Internacional (CCI) informando oficialmente que o Equador recorreu contra o contrato de financiamento das obras da Central Hidrelétrica de San Francisco. O contrato é de US$ 242,9 milhões e o tomador foi a empresa equatoriana Hidropastaza.

O crédito apoiou a exportação de serviços e bens brasileiros para a obra, que estava a cargo da construtora Norberto Odebrecht, que foi expulsa pelo governo equatoriano, sob acusações de irregularidades, que a empresa nega.

O BNDES confirma que recebeu a notificação, mas não fará comentários a respeito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.