Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Equador diz que devolução do Bloco 31 reforça laços com Brasil

Quito, 3 out (EFE).- O ministro de Minas e Petróleos equatoriano , Galo Chiriboga, considerou hoje que a reversão voluntária ao Estado equatoriano do Bloco 31 por parte da Petrobras, consolida a relação petrolífera com o Brasil.

EFE |

"A reversão voluntária do campo do Bloco 31 é uma decisão acordada com a Petrobras e, por isso (...) consolida nossas boas relações petrolíferas com o Brasil" e com a empresa, disse hoje o ministro na emissora local "Teleamazonas".

Em 20 de setembro, o presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou que a Petrobras passaria o chamado Bloco 31 à companhia estatal Petroecuador.

Correa lembrou que esse bloco, situado na reserva natural do Yasuní, na Amazônia, foi entregue em 1995 a Petrobras.

"Após duras negociações com a Petrobras" e depois dos investimentos já realizados, "conseguimos que passasse o Bloco 31 à Petroecuador", disse Correa, sobre um processo cujos detalhes até agora ainda não foram revelados.

Em 7 de agosto, a Petrobras aceitou iniciar negociações para mudar o contrato do Bloco 18 com o Estado equatoriano, de modo a se tornar prestadora de serviços.

Chiriboga fez então o anúncio na presença de três altos funcionários da Petrobras, após uma reunião que mantidas com Correa.

Atualmente, com um contrato que termina em 2022, o Bloco 18 produz 32 mil barris diários e novos investimentos estão sendo feitos para aumentar em outros cinco mil barris diários, afirmou Chiriboga.

Em agosto, Chiriboga disse que o tema do Bloco 31 com a Petrobras tinha ficado para o futuro devido à sua complexidade e para garantir o acordo anunciado no dia 7 desse mês.

Em abril, foi anunciado que a Petrobras previa produzir outros 35 mil barris de petróleo por dia no Bloco 31, que estava à espera de uma licença ambiental.

O petróleo é o principal produto de exportação do Equador que, com a receita de suas vendas, financia cerca de 35% do orçamento geral do Estado. EFE sm/ab/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG