Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Equador declara moratória parcial da dívida externa

O presidente Rafael Correa, do Equador, disse que seu governo não vai pagar o juro dos bônus Global 2012, desencadeando, de fato, uma moratória sobre US$ 3,9 bilhões em três bônus da dívida externa. O presidente disse que assume a responsabilidade pela decisão, que significa efetivamente uma moratória dos bônus com vencimento em 2012, 2015 e 2030, por causa das cláusulas contidas nestes papéis.

Agência Estado |

Falando em Guayaquil, sede oficial do governo, Correa disse que apresentará uma proposta de reestruturação da dívida aos investidores. As informações são da agência Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG