Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Equador aceitaria novo corte da produção da Opep

Quito, 12 dez (EFE).- O ministro de Minas e Petróleo do Equador, Derlis Palacios, disse hoje que seu país aceitaria um novo corte na produção de petróleo caso a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) considere a medida necessária em sua próxima reunião, prevista para 17 de dezembro.

EFE |

"O Equador vai apoiar qualquer posição tomada pela Opep, que tenta equilibrar o mercado entre a demanda e a oferta. Se for necessário um novo corte, o aceitaremos, mas não definimos ainda qual é a quantidade", declarou.

O Equador disse ainda que vai esperar para conhecer "a posição de outros países" na reunião da Opep, que será realizada na Argélia, embora o ministro tenha afirmado que acredita que serão estabelecidos "novos cortes". EFE ic/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG