Tamanho do texto

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) informou hoje que 171 usinas foram habilitadas para o leilão para entrega de energia em 2011. Ao todo, são 14,9 mil megawatts (MW) de capacidade instalada, com uma garantia física de 6,789 mil MW médios.

O leilão será realizado no dia 19 de agosto e tem como objetivo oferecer energia para distribuidoras que necessitam ajustar suas projeções de demanda.

Em comunicado oficial, a EPE informou que entre os empreendimentos habilitados estão centrais eólicas, térmicas movidas a bagaço de cana e outras biomassas, gás natural, gás natural liquefeito (GNL) e óleo combustível. Nesse tipo de leilão, chamado de A-3, não costuma haver oferta de energia hidrelétrica, devido ao pouco tempo hábil para a construção deste tipo de empreendimento.

Segundo a EPE, grande parte da capacidade que será ofertada é proveniente de usinas a óleo combustível: são 8,068 mil MW, divididos entre 47 usinas. Logo atrás vem o bagaço de cana: 3,577 mil MW, em 67 usinas. As 48 centrais eólicas habilitadas vão oferecer 2,595 mil MW; as usinas a GNL, 504 MW; e as movidas a gás natural, 65,9 MW. No caso de outras biomassas, a oferta das seis usinas habilitadas chega a 180 MW.

No comunicado, o presidente da EPE, Maurício Tolmasquim, afirma que o grande número de projetos demonstra interesse dos investidores pelo setor elétrico brasileiro. "A capacidade instalada que foi habilitada pela EPE corresponde a mais de duas vezes a potência do complexo hidrelétrico do Rio Madeira", compara.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.