Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Entidade pode ir à Justiça contra rodízio

A seis dias do início do rodízio municipal para caminhões nas vias do Anel Viário, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logísticas estuda entrar na Justiça contra a Prefeitura de São Paulo para impedir a restrição. Essa medida vai criar um verdadeiro pandemônio na cidade, disse o presidente da entidade, Flávio Benatti.

Agência Estado |

Segundo Benatti, o rodízio vai interferir no esquema de armazenamento de produtos na origem e no destino das mercadorias. "Não há silos suficientes. Imagine 500 carretas deixando São Paulo ao mesmo tempo em direção ao Porto de Santos. Vamos ter problemas", disse. Benatti prevê também que o setor acumule um passivo de multas por estacionar caminhões irregularmente nos acostamentos de rodovias. "Como não há bolsões suficientes, o jeito será infringir a lei."

Com a inclusão dos caminhões no rodízio, a Prefeitura espera reduzir em até 10% o congestionamento nas Marginais e na Avenida dos Bandeirantes.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG