Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Encontro vai discutir trem-bala

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva marcou para depois do dia 10 uma reunião em Campinas para discutir a ampliação do Aeroporto de Viracopos e o início da instalação do trem-bala, que ligará Campinas a São Paulo e Rio. A informação é do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Campos (PDT), que esteve pela primeira vez com o presidente ontem, no Palácio do Planalto.

Agência Estado |

A previsão do prefeito é de que a segunda pista de Viracopos esteja concluída até maio de 2010 e o trem-bala esteja operando no primeiro trecho entre Campinas e São Paulo até o fim de 2010.

A reunião em Campinas, segundo o prefeito, contará com a presença dos ministros da Defesa, Nelson Jobim; da Casa Civil, Dilma Rousseff; e dos Transportes, Alfredo Nascimento, além de representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de outros órgãos do governo. O grupo discutirá, entre outros assuntos, projeto da Prefeitura de Campinas de reocupação territorial em volta de Viracopos e o uso de 20 milhões de metros quadrados já desapropriados pela administração municipal, para serem negociados com as empresas que vão participar do projeto do trem-bala, para que invistam na região.

Só o custo do trem-bala está orçado em R$ 19 bilhões. E no primeiro momento o governo poderia arrecadar com a reocupação de áreas de Viracopos R$ 5 bilhões. Hoje o potencial do terminal é de 2 milhões de passageiros/ano. Com a segunda pista concluída, o potencial aumentaria para 9 milhões.

Por causa da segunda pista do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, parte da ferrovia que tangencia o atual sítio aeroportuário e integra o corredor de exportação que liga Jundiaí ao Porto de Santos, no litoral, deverá ser remanejada. A idéia é criar um ramal responsável por receber as cargas e os passageiros do terminal aeroportuário. Seria mais uma opção de entrada e saída de produtos, além de facilitar o trânsito de passageiros.

O trecho que será remanejado foi construído pela Ferrovia Paulista S/A (Fepasa) em 1979, como um trecho de exportação entre Uberaba e Santos e, em 2002, foi concessionado para a América Latina Logística.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG