Tamanho do texto

A demanda por bens duráveis nos Estados Unidos caiu 1,1% em maio para o nível sazonalmente ajustado de US$ 192,01 bilhões, informou hoje o governo

A demanda por bens duráveis nos Estados Unidos caiu 1,1% em maio para o nível sazonalmente ajustado de US$ 192,01 bilhões, informou hoje o governo. O resultado foi puxado pela desaceleração na demanda da indústria de aviação civil e reverteu cinco meses seguidos de ganhos. Economistas esperavam retração de 1,5% nas encomendas.

Os dados de bens duráveis são particularmente voláteis e, ocasionalmente, a demanda por aeronaves altera o número. A demanda por aeronaves - sem contar as de defesa - e por peças despencou 29,6% em maio, após salto de 215,7% em abril. Excluindo transportes, as encomendas para todos os outros bens duráveis subiu 0,9% em maio, com aumento na demanda por metais, maquinários e computadores. O setor de manufatura tem conduzido a recuperação da economia norte-americana. A produção industrial subiu 1,2% em maio, segundo dados divulgados na semana passada.

As encomendas de bens de capital excluindo defesa e aeronaves, considerado um indicador dos investimentos de capital pelas empresas norte-americanas, avançou 2,1% em maio. Em cinco meses, as encomendas de bens duráveis subiram 16,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, em termos não ajustados. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.