Tamanho do texto

SÃO PAULO - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, informou nesta tarde que houve um aumento de 4,7% na concessão de crédito nos primeiros 16 dias úteis de novembro, perante igual intervalo de outubro. Os dados, apresentados em slides durante apresentação do dirigente no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), mostram ainda que os empréstimos a pessoa jurídica avançaram 1,7% no período, enquanto as concessões para pessoa física cresceram 10,9% no intervalo em análise. Em sua apresentação, Meirelles mostrou ainda que os leilões de linha promovidos pelo Banco Central desde o agravamento da crise, em setembro, até o final de novembro somaram US$ 6,4 bilhões. Na modalidade com garantias em Global Bonds as ofertas resumiram-se a US$ 1,5 bilhão, enquanto os leilões com garantias em ACC e ACE fecharam o período com colocação de US$ 3,8 bilhões.

Nas vendas à vista, o BC ofertou US$ 6,7 bilhões até o fim de novembro e, no mercado futuro, efetuou colocação de US$ 31,1 bilhões em swap cambial. Para ampliar a liquidez no setor bancário, a redução de compulsório colocou no mercado R$ 94 bilhões até o fim do mês passado.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.