tomada de um empréstimo de R$ 2 bilhões pela Petrobrás para fazer caixa não é algo grave para nenhuma empresa. Segundo ele, a estatal já buscou recursos no mercado para arcar com suas despesas correntes diversas outras vezes, e desta vez o fez no Brasil, por meio da Caixa Econômica Federal." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Empréstimos para Petrobras são feitos com regularidade, diz Lobão

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quinta-feira que a http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/11/27/caixa_socorre_petrobras_com_emprestimo_de_r_2_bi_3093739.htmltomada de um empréstimo de R$ 2 bilhões pela Petrobrás para fazer caixa não é algo grave para nenhuma empresa. Segundo ele, a estatal já buscou recursos no mercado para arcar com suas despesas correntes diversas outras vezes, e desta vez o fez no Brasil, por meio da Caixa Econômica Federal.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

 

"Empréstimos têm sido feitos com regularidade, não é nenhuma novidade", disse. "Isso não é grave em nenhum empresa. A Petrobrás já tomou empréstimos no exterior em outros momentos, e no Brasil está apenas repetindo aquilo que sempre fez", completou.

Questionado se a Petrobrás manteria os investimentos programados para 2009 devido à crise internacional, Lobão tergiversou e disse que "a crise afeta todos os países, e o Brasil é um dos que será menos afetado".

O ministro ainda disse que a Petrobras vai emitir uma nota explicando toda a operação nesta manhã. Apesar disso, a direção da estatal explicou que a dificuldade de geração de caixa foi momentânea, em decorrência do travamento do crédito externo. Disse ainda que o empréstimo foi de R$ 2 bilhões enquanto o faturamento mensal da empresa é de R$ 20 bilhões.

Leia mais sobre Petrobras

Leia tudo sobre: petrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG