O Yahoo! espera obter aprovação regulatória para sua parceria de 10 anos em busca na internet com a Microsoft Corp. e concluir o acordo até o primeiro trimestre de 2010, afirmou a executiva-chefe da empresa, Carol Bartz.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237573629776&_c_=MiGComponente_C

"Não há atraso", disse ela a repórteres durante um evento em Cingapura.

O Yahoo! e a Microsoft acertaram o acordo em julho, em um esforço para competir de forma mais agressiva com o líder do mercado Google. Pelo acordo, o novo sistema de buscas online da Microsoft, o Bing, será adotado pelos sites do Yahoo!. Em troca, a Microsoft vai pagar ao Yahoo! 88% de sua receita com anúncios em buscas durante os primeiros cinco anos.

O Departamento de Justiça dos EUA disse em setembro que o acordo estava entrando em uma fase de segunda avaliação, exigindo investigação mais detalhada. Ainda não está claro se reguladores da União Europeia vão lançar uma revisão formal antitruste do acordo, embora tenham tido discussões com a Microsoft e o Yahoo!.

Bartz afirmou também que o Yahoo! pretende impulsionar suas margens operacionais para entre 15% e 20% nos próximos dois a três anos, um salto significativo em relação às margens atuais de cerca de 6%. Esses comentários reiteram o anúncio feito no mês passado pelo diretor financeiro da companhia, Tim Morse.

Em entrevista ao canal de notícias financeiras CNBC, Bartz disse que a empresa já concluiu os cortes de custos e está, na verdade, contratando centenas de pessoas. "Tivemos de contratá-las em diferentes áreas da empresa - mais em engenharia e experiência do usuário (User Experience, ou UX) - então estamos expandindo como empresa", afirmou ela, segundo transcrição fornecida pela CNBC. As informações são da Dow Jones.

Leia mais sobre: internet

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.