A Webjet voltou hoje a operar normalmente os voos programados

A Webjet voltou hoje a operar normalmente os voos programados. Rlatório da Infraero mostrou que, dos 48 voos programados até 11 horas, somente 4,2% foram cancelados e 2,1% tiveram atrasos superiores a 30 minutos.

Em comunicado, a Webjet informou que solucionou "completamente as questões que a fizeram cancelar parte de seus voos durante esta semana". Desde a segunda-feira, a companhia havia registrado índices de cancelamentos de voos superiores a 50% dos voos.

Em resposta, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) impôs a suspensão da venda de bilhetes de passagens da Webjet nos voos previstos até esta sexta-feira. Em seguida, o Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF/DF) fixou prazo de 10 dias para a empresa e a agência apresentarem informações e também instaurou um inquérito civil público para apurar causas e apontar os eventuais responsáveis sobre os atrasos e cancelamentos.

Durante a semana, a Webjet argumentou por meio de inúmeros comunicados enviados à imprensa que os cancelamentos excessivos registrados esta semana ocorreram de modo programado. Segundo a companhia, houve um planejamento prévio e todos os passageiros foram reacomodados em voos próprios e de outras companhias aéreas.

Para justificar os cancelamentos, a Webjet alegou que a fase de contratação e treinamento de novos tripulantes fragilizou o atendimento da alta demanda de passageiros estimulada pela política de "preços competitivos".

A companhia assegurou que a reposição do quadro de profissionais já foi concluída. A Webjet informou hoje que manterá a estratégia de trabalhar em prol da popularização do transporte aéreo no Brasil. "A companhia reforça que vem trabalhando para oferecer a melhor relação custo-benefício do setor aéreo. Para isso, tem investido na ampliação de sua frota, no incremento do número de voos diários, no lançamento de novos serviços e na garantia de preços mais baixos aliada à eficiência operacional", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.