SÃO PAULO - A farmacêutica irlandesa Warner Chilcott comprou os direitos de venda do medicamento Enablex nos Estados Unidos, após fechar um acordo de US$ 400 milhões com a Novartis. O produto - usado no tratamento de síndrome da bexiga hiperativa em adultos - registrou vendas de aproximadamente US$ 190 milhões nos Estados Unidos durante o ano passado. A expectativa é que a transação seja finalizada até o fim de outubro, a depender do aval de órgãos reguladores.

SÃO PAULO - A farmacêutica irlandesa Warner Chilcott comprou os direitos de venda do medicamento Enablex nos Estados Unidos, após fechar um acordo de US$ 400 milhões com a Novartis. O produto - usado no tratamento de síndrome da bexiga hiperativa em adultos - registrou vendas de aproximadamente US$ 190 milhões nos Estados Unidos durante o ano passado. A expectativa é que a transação seja finalizada até o fim de outubro, a depender do aval de órgãos reguladores. A companhia fará o pagamento em dinheiro dos US$ 400 milhões, mas poderá ter que desembolsar mais US$ 20 milhões no futuro. A Novartis permanece com os direitos do Enablex fora dos Estados Unidos. Já a Warner Chilcott, com o fechamento do negócio, assumirá controle total das vendas e atividades de marketing do remédio nos Estados Unidos. A empresa também deverá assumir o controle da produção do remédio no país em três anos. Para custear a operação, o grupo planeja captar US$ 500 milhões em uma colocação privada de notas com vencimento em 2018. Antes da compra dos direitos, a Warner Chilcott tinha uma parceria com a Novartis na promoção do Enablex nos Estados Unidos, dentro de um acordo assumido após a compra do negócio de medicamentos prescritos da Procter & Gamble Company em outubro de 2009. Dentro do acordo, a companhia recebia aproximadamente 44% da receita líquida obtida pela Novartis com a venda do Enablex nos Estados Unidos. (Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.