Washington, 14 out (EFE).- As vendas no varejo nos Estados Unidos registraram em setembro passado uma queda de 1,5%, devido, em parte, à baixa na comercialização de automóveis, informou hoje o Departamento de Comércio americano.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237577141470&_c_=MiGComponente_C

A queda nas vendas a varejo foi inferior aos 2,1% que os economistas antecipavam, mas também reflete, segundo os analistas, a queda na comercialização de automóveis após o fim do programa federal Dinheiro por Ferro-Velho.

Esta é a queda mais significativa desde dezembro do ano passado, quando as vendas no varejo caíram 3,2%.

Em comparação a agosto, as vendas no varejo registraram um aumento de 2,2%, segundo os números oficiais do Departamento de Comércio.

Sem a categoria de automóveis, as vendas aumentaram em geral em 0,5%, um pouco mais que o esperado pelos analistas, que antecipam que os consumidores terão maior papel na recuperação econômica.

O programa Dinheiro por Ferro-Velho dava incentivos para que os consumidores se desfizessem de seus veículos antigos e comprassem um novo, com uso mais eficiente de combustível.

Os aumentos registrados no mês passado refletem uma alta de 1,4% na venda de móveis, um crescimento de 0,4% na de lojas de departamentos, de 0,9% nos supermercados, e de 0,5 % na de vestuário.

A economia americana perdeu 7,2 milhões de empregos desde o começo da recessão, em dezembro de 2007, e tanto os analistas quanto os funcionários do Governo observam atentamente os relatórios econômicos mensais em busca de um sinal recuperação. EFE mp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.