Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Petrobras informou que os testes realizados na área de Tupi comprovaram altíssima produtividade dos reservatórios do pré-sal. Conforme a estatal, foram medidas vazões da ordem de 5 mil barris por dia de óleo leve, de cerca de 28 graus API, limitadas à capacidade de vazão dos equipamentos de teste. O potencial de produção do poço 3-RJS-662A (3-BRSA-755A-RJS) foi estimado em cerca de 30 mil barris de óleo por dia, comprovando a alta capacidade de produção de petróleo leve na área de Tupi já anteriormente constatada por outros poços testados na área, diz a companhia em nota.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237562709783&_c_=MiGComponente_C

O poço testado é quarto perfurado em Tupi. Ele está na área de avaliação no bloco BM-S-11, em lâmina d'água de 2.115 metros, a cerca de 265 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro e a 18 quilômetros a nordeste do poço descobridor 1-RJS-628A (1-BRSA-369A), conhecido como Tupi.

"O consórcio, formado pela Petrobras (65%), BG Group (25%) e Galp (10%), dará continuidade às atividades e investimentos necessários para a avaliação das jazidas em Tupi, com a perfuração de novos poços até a Declaração de Comercialidade, prevista para dezembro de 2010", completou a Petrobras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.