Crescimento nas viagens de negócios continua a superar as viagens em classe econômica, aponta associação

A recuperação do setor aéreo está desacelerando, conforme o ritmo da expansão econômica fica mais moderado, mas o crescimento nas viagens de negócios continua a superar as viagens em classe econômica, afirmou nesta quinta-feira a associação internacional do setor.

Além de apontar para saúde financeira do setor aéreo, as viagens de negócios são também um importante indicador da atividade econômica.

O crescimento anual menor em agosto do que o registrado em meses recentes foi causado em parte por um efeito estatístico de um grande aumento em agosto do ano passado, informou a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Na comparação com julho, houve uma queda de 1% a 1,5% em agosto nos números sazonalmente ajustados de passageiros que viajam nas classes executiva e econômica.

"Há claros sinais agora de que a retomada no pós-recessão do transporte aéreo está desacelerando", afirmou a Iata.

O número de passageiros viajando em classe executiva ou primeira classe em agosto foi 9,1% maior que um ano antes, contra taxa de 13,8% em julho. Nas classes econômicas, os números foram de 6,2% em agosto contra 8,8% em julho.

A Iata, que representa 230 companhias aéreas do mundo, informou que a demanda por passagens premium acumula alta de 17% sobre a mínima de 2009, mas 99% desta retomada ocorreu até o final do primeiro trimestre deste ano.

Nos cinco meses desde então, o número de passageiros viajando em classes premium, geralmente a negócios, perdeu impulso, mas não é possível no momento identificar se a pausa é temporária.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.