Projeção inicial era de investimentos de R$ 265 bilhões entre 2011 e 2014; maior parte dos recursos vai para exploração e produção

A Petrobras atualizou sua carteira de projetos para o intervalo 2011-2014 e agora projeta investimentos de R$ 250 bilhões, menos do que os R$ 265 bilhões divulgados anteriormente, incluídos no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Em reunião do Conselho de Administração da estatal realizada ontem, ficou aprovado ainda que, após 2014, haverá investimentos de R$ 462 bilhões em uma série de projetos, também dentro do PAC 2.

"Cabe destacar que parte dos investimentos pós 2014 representam a continuidade de projetos já existentes na carteira de 2010 - 2014, que possuem prazo de maturação superior aos 5 anos do Plano de Negócios, com destaque para os projetos de exploração e produção", observou a empresa.

Do total de quase R$ 250 bilhões para 2011-2014, grande parte vai para Exploração e produção (R$ 153,6 bilhões) e para Refino, transporte e comercialização (R$ 79 bilhões).

Além de explicar o direcionamento dos recursos na área de refino e na de exploração, a Petrobras indicou aplicações no setor de fertilizantes, para aumentar a escala de produção desses produtos, e projeta aportes em novas plantas de etanol e biodiesel e infraestrutura para escoar a produção de etanol.

"Com isso a companhia pretende participar da cadeia produtiva do etanol e do biodiesel, consolidando o mercado interno de biodiesel com alternativas competitivas em relação à soja", destacou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.