A plataforma terá capacidade de produção de 120 mil barris por dia (bpd) de óleo leve e 5 milhões de metros cúbicos ao dia de gás

 A Petrobras informou nesta terça-feira que assinou uma carta de intenção com a SBM Offshore N.V (SBM) e a Queiroz Galvão Óleo e Gás S.A. (QGOG) para a construção de uma plataforma do tipo FPSO (flutuante, produtora, armazenadora e de transferência), que vai operar o segundo projeto piloto na área de Tupi, na região do pré-sal da Bacia de Santos.

O bloco BM-S-11 é operado pela Petrobras (65%), em parceria com a BG E & P do Brasil Ltda. (25%) e a Petrogal Brasil/Galp Energia (10%). Segundo a empresa, o FPSO será instalado na área de Tupi Nordeste, localizado a 265 quilômetros da costa e em lamina d´água de 2.130 metros, a 18 quilômetros do poço descobridor de Tupi.

A plataforma terá capacidade de produção de 120 mil barris por dia (bpd) de óleo leve e 5 milhões de metros cúbicos ao dia de gás, e será operada pelas empresas responsáveis pela construção e afretada ao consórcio por um período de 20 anos. O cronograma do projeto prevê a entrega do FPSO após 34 meses da assinatura da carta de intenção. Os contratos vão ser assinados nos próximos dias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.